A tomada de decisões orientada por dados é uma tendência que se observa em diversos contextos e áreas de conhecimento.

A quantidade de dados no mundo está dobrando a cada dois anos e atingirá 40 trilhões de gigabytes em 2020, de acordo com estatísticas do Gartner e IDC – Instituto de Inteligência de Mercado. Em 2020, a quantidade de dados no mundo terá aumentado 50 vezes desde 2011.

Investidores sociais e organizações do terceiro setor podem se beneficiar muito com essa tendência. Nos Estados Unidos, observamos uma série de ferramentas e tecnologias que permitem que investidores sociais identifiquem potenciais organizações para doar, como por exemplo o Guide Star e o Charity Navigator, baseados em informações prestadas à Receita Federal Americana. Por sua vez, as organizações sociais podem mapear potenciais doadores por meio de plataformas como o Foundation Center e o Funds for NGOs.

No Brasil, no entanto, ainda carecemos de bases de dados organizadas e ferramentas que facilitem tomadas de decisão para o setor social, tanto para quem investe recursos quanto para quem capta.

A Central de Editais do Prosas é uma ferramenta que criamos para tornar as informações sobre editais no Brasil mais acessível e organizada, por meio de um sistema de busca e classificação dessas oportunidades.

Este artigo é um compilado dos principais aprendizados que tivemos a partir da base de dados da Central de Editais. Acreditamos que esses dados podem servir como um benchmark para organizações que lançam editais, bem como orientar o planejamento de organizações e indivíduos que captam recursos por meio de editais.

Ressaltamos que possivelmente a Central de Editais não representa todo o universo de chamadas públicas lançadas para seleção de projetos sociais no Brasil, mas acreditamos que se trata de uma amostra relevante desse tipo de mecanismo.

Vamos dividir os aprendizados em duas partes: editais divulgados pela Central e editais gerenciados pela tecnologia do Prosas.

 

Editais divulgados pela Central de Editais

Em 2017, 1.205 editais foram divulgados pelo Prosas. Somente 38% desses tornaram públicos qual o montante de recursos a serem distribuídos, o que resultou num valor total de R$ 1.544.536.397, dado que nos leva a pensar que o valor disponibilizado via editais deve ser significativamente maior.

Dos 10 maiores valores individuais divulgados em 2017, 90% são governamentais – sendo o maior deles o edital do Fundo Amazônia, que aplicará R$ 200 milhões para recuperação da cobertura vegetal na Amazônia Legal.

A área de Cultura e Artes possui o maior número de editais, representando 46% dos editais divulgados no Prosas. Nessa área, os segmentos de Música, Audiovisual, Artes Visuais, Literatura e Teatro responderam por quase 60% dos editais de cultura. Logo depois, com uma grande distância de diferença, aparecem as áreas de Educação (7,5% dos editais divulgados) e Meio Ambiente (6,2%).

As datas de encerramento dos editais são bem distribuídas ao longo dos trimestres do ano. Outubro e agosto são respectivamente os dois meses que apresentam maior número de editais sendo encerrados.

 

Editais gerenciados pelo Prosas

Para além de uma plataforma que divulga editais, o Prosas tem uma tecnologia que permite a gestão completa dos editais – das inscrições até o acompanhamento da execução.

Em 2017, foram 43 editais geridos utilizando a tecnologia do Prosas. Esses editais ficaram abertos em média por 30 dias e 21% deles tiveram prorrogação de prazo, geralmente dando oito dias adicionais aos interessados.

21 desses editais geridos pelo Prosas informaram o valor distribuído ou efetivamente repassaram recursos financeiros. Esses editais destinaram R$ 21.786.123 em 2017, com um valor médio de R$ 1.037.434 em cada um deles. É importante ressaltar aqui que muitos dos editais lançados via Prosas foram direcionados à curadoria de festivais e espaços culturais, um tipo de seleção que não necessariamente envolve repasse de recursos financeiros.

Os editais geridos no Prosas receberam em média 85 inscrições, sendo que o maior deles recebeu 602. A média de projetos selecionados por sua vez foi de 22, o que representa 26% das inscrições. Agosto e setembro receberam pouco mais de um terço dos editais.

O perfil dos editais também foi bastante diversificado, conforme mostra o gráfico abaixo:

grafico

No Prosas, oferecemos uma plataforma para a gestão completa do seu edital. Com ela, você pode:

– Tornar o seu processo de seleção mais rápido e eficiente;
– Centralizar todo o processo de avaliação, convidando os pareceristas internos e externos para analisar as propostas recebidas num painel gerencial online;
– Divulgar a sua oportunidade para milhares de usuários já cadastrados na plataforma;
– Monitorar os projetos depois de selecionados.

Entre para a conversa!