O primeiro passo é identificar qual ou quais os tipos de recursos que a empresa dispõe para incentivar projetos/instituições. Existe recurso disponível para aplicação direta – sem dedução fiscal? Existe o interesse e possibilidade em utilizar o benefício fiscal concedido por mecanismos de incentivo?